Curta ‘Cadê o Circo?’ estréia hoje no Ordovás

Quarta tem estreia no Cinema do Ordovás, é a vez do curta Cadê o Circo? Curta independente com nossa captação, gravação da trilha sonora, foley e mixagem.

Publicado por SONA – o som das ideias em Segunda, 21 de agosto de 2017

 

Dois palhaços abandonados pelo circo embarcam em uma jornada na qual encontram personagens inusitados em diferentes lugares. Essa é a temática da peça de teatro Cadê o circo?, que chega agora às telas da Sala de Cinema Ulysses Geremia (Rua Luiz Antunes, 312, Caxias do Sul), como curta. A história encenada pela Cia Garagem de Teatro foi roteirizada por Pedro Nora, e a sessão tem início às 19h30min de hoje. A entrada é gratuita.

A SONA foi responsável pela captação, foley, gravação da trilha sonora, edição e mixagem.

Elenco: Paulo Macedo, Janio Nunes, Marcelo Casagrande, Sandro Martins, Odelta Simonetti, Luis da Luz e Tiago da Luz.

Direção | Cristian Beltrán
Roteiro | Pedro Nora
Produtor Executivo | Janio Nunes
Diretor de Arte | Paulo Macedo
Diretora de Produção | Priscila Perondi
Direção de Fotografia | Leandro Foscarini
Captação, Foley e Mixagem de som | Ricardo Mabilia
Assistente de direção | Pedro Nora
Assistente de produção | Ramon Augusto Fernandes
Foto Still | Fabiano Knopp
Trilha Sonora | Cristian Beltrán, Janio Nunes, Paulo Macedo
Estudio de Som | Sona – O Som das Ideias
Montagem | Leandro Foscarini
Tradutores I Alexandre Ferronato – Sandra Rilo Balint

SONA recebe prêmio de Melhor Trilha Sonora no CineSerra 2016

A SONA – o som das ideias, produtora de Flores da Cunha, no 4ª CineSerra. A premiação foi anunciada no domingo, durante cerimonial realizado no Teatro do SESC. A produtora recebeu o prêmio de Melhor Trilha Sonora, pelo curta O Movimento do Escuro, de Alexandre Rossi. A trilha foi composta pelos músicos Daian Gobbi, Ricardo Mabilia e Rodrigo Marcon.
É o segundo prêmio da SONA com o curta, o primeiro foi Menção honrosa pelo desenho de som – Festival de Audiovisual de Belém (2015) e o curta acumula os prêmios Melhor direção – The monthly film festival – August edition (Glasgow, Reino Unido, 2015), Melhor filme de drama – Short of the month – August edition (Mumbai, India, 2015), Melhor atriz – Short of the month – August edition (Mumbai, India, 2015), e Melhor curta-metragem internacional – Festival Colchagua Cine (Chile, 2015) além de exibições em mais 30 festivais espalhados pelo mundo, com destaque para o 68º Festival de Cannes – Short Film Corner (França, 2015) e mostra competitiva do 43º Festival de Cinema de Gramado – Mostra Gaúcha de Curtas (Brasil, 2015).
Ficamos duplamente felizes com o prêmio de 3º Melhor Videoclipe para Amore – The Tarentinos, com direção de Juliano Carpeggiani. A canção do clipe tem letra e produção de Rodrigo Marcon e música de Ricardo Mabília, com participação de Angelo ‘Mestre’ Boscarini, Taisa Verdi e Gabi Appilt.

O diretor Alexandre Rossi recebeu o prêmio em nome da SONA.

O diretor Alexandre Rossi recebeu o prêmio em nome da SONA.

Hábitos Groove lança Velho Nariz

Álbum de 11 faixas é o quarto da banda

Foto: Juliano Carpeggiani Ator e clown: Paulo Macedo

Foto: Juliano Carpeggiani
Ator e clown: Paulo Macedo

Depois de navegar pelas balançadas ondas do groove, a Hábitos Groove aporta definitivamente nas terras firmes do rock. Das experiências alcançadas em uma trajetória de 10 anos, surge Velho Nariz, em 11 faixas. O álbum já está disponível para ser ouvido em todas as plataformas streaming.

Quarto álbum independente da Hábitos Groove, Velho Nariz é um disco de rock, com riffs de guitarra setentistas e uma pegada eletro-rock anos 80 na bateria e no baixo. De sonoridade crua, vocal feminino forte e expressivo, e letras que alternam firmeza e empatia, revolta e compreensão, sobre as dores e sofrimentos do cotidiano, Velho Nariz mostra uma faceta mais rock e direta da banda.

O nome do álbum, assim como a capa são inspirados na faixa homônima que abre o disco. “Até quando vamos ficar aqui sentados com o velho nariz de palhaço?”, questiona a canção escrita pelo guitarrista Naza, em uma cobrança por atitudes em relação as mudanças sociais que queremos. A fotografia da capa tem a assinatura do diretor e produtor audiovisual, Juliano Carpeggiani, e traz um palhaço desiludido com o circo, mas ao mesmo tempo ainda encorajado a transformá-lo; protagonizado pelo ator e clown Paulo Macedo. A produção musical e a gravação foram realizadas na Sona.

A Hábitos Groove surgiu em Flores da Cunha, RS, no ano de 2006 para livre expressão de seus integrantes: Marcon (bateria), Naza (guitarra), Diego Nice Guy (guitarra), Ticho (baixo) e Shamila (vocal). Desde o início, a mistura de poesias e sonoridades dos músicos origina suas músicas autorais. Mais informações e contatos com banda podem ser realizados pelas redes: Facebook e Instagram.

Rede nacional

A Hábitos Groove divulga seu novo trabalho no programa Rede Janela Futura, exibido no dia 5 de agosto às 18h30min pela UCSTV e no dia 7 de setembro, às 23h30min pelo Canal Futura. No programa, que terá como tema Alimentos Artificiais, a banda participa do bate-papo e apresenta algumas músicas que fazem parte do novo álbum. Na UCS TV, o programa reprisa no sábado, dia 6 de agosto, às 11h30min e 19h, e na segunda, dia 8, às 11h30min. No Futura o programa tem repeteco no dia 11 de setembro, às 18h30min, e no dia 12 de setembro, à meia-noite. A UCSTV possui 11 repetidoras na região da Serra Gaúcha, com uma amplitude alcançando mais de 1 milhão de habitantes. O Canal Futura apresenta abrangência de alcance de mais de 94 milhões de brasileiros.

Onde ouvir

iTunes™

Spotify

Google Play

Deezer

Amazon MP3

Curta exibido em Cannes, México, Colômbia, Orlando, Gramado…

 O Movimento do Escuro
‘O movimento do escuro’, do diretor Alexandre Rossi, com produção da Supernatural Filmes (POA), em que fizemos a finalização de som e trilha sonora, recém saído do forno, foi selecionado em festivais de destaque, incluindo Festival Corner que ocorre dentro do Festival de Cannes. O curta também será exibido no 3º Festival de Cine de Paracho, no México e na mostra competitiva, Curtas Gaúchos, do 43º Festival de Cinema de Gramado. Não para por aí, ainda tem a Feria Internacional de Cine de Manizales, na Colômbia e, em novembro, no International Peace & Film Festival, em Orlando. No link deste último, pode-se ver o trailer em ‘shorts’.
A trilha sonora tem criação de Daian Gobbi no acordeon e também conta uma faixa de Ricardo Mabilia, com mixagem de Rodrigo Marcon.